Arquivo da categoria: Cracóvia

Cracóvia: A Europa por descobrir!

Provavelmente você nunca pensou em ir! Alguns devem estar se perguntando em que país fica. Sem problema. Se eu não tivesse visitado, provavelmente estaria fazendo a mesma pergunta. Cracóvia definitivamente foge da rota tradicional dos viajantes brasileiros, mesmo para aqueles que se aventuram para o leste europeu. Segunda cidade mais importante da Polônia, e a primeira em número de turistas, Cracóvia é uma cidade ainda a ser descoberta pelos brasileiros.

Localizada a 500 km de Praga e 400 km de Budapeste, esta cidade medieval data do século VIII. Sem dúvida, uma das mais belas cidades que eu já visitei, podendo facilmente compará-la as suas vizinhas mais famosas, Praga e Budapeste. Para mim, a grande surpresa da viagem! E três dias são mais que suficientes.

Conhecendo a cidade:

A cidade, construída a beira do rio Vístula, conta com um belo castelo, além de um centro histórico muito bem conservado, considerado patrimônio mundial pela UNESO. Outro ponto turístico que atrai diversos turistas do mundo inteiro é a visitação do maior de campo de concentração do país, Auschwitz, localizado próximo a cidade.

A melhor forma de conhecer a cidade, por incrível que pareça, é através do clássico citytour! Ao contrário das demais cidades do mundo, em Cracóvia o passeio é feito em carrinho de golf. Normalmente são oferecidos três trajetos distintos. O 1) a cidade velha, o 2) o antigo bairro judeu e o 3) a fábrica de Schindler (imortalizada pelo filme A Lista de Schindler). Eu recomendo os dois primeiros. Já a fábrica não consegui visitar pois era feriado nacional.

O castelo é parada obrigatória. Construído inicialmente no século XIII e depois ampliado no século XVI, ele conta um pouco da história desse país pouco conhecido.  Não deixe de fazer o tour pelos aposentos e armamentos reais.

Auschwitz:

Localizado a 75 km da cidade, fica o maior campo de concentração e de extermínio da história do nazismo alemão. É difícil entender ou mesmo explicar com palavras, como um lugar daqueles pode ter feito parte da história do homem. Conhecido como “a casa da morte”, o campo que funcionou entre 1940 e 1945, foi responsável pela morte de mais de um milhão de pessoas. Apesar de todo o sofrimento que aquele local causou, acho muito importante a sua manutenção como museu (desde 1947). Acho que nós, Homens, temos o grande defeito de esquecer com facilidade coisas que nos desagradam ou que nos envergonham. A manutenção de Auschwitz é uma forma de mostrar ao mundo, para que jamais se esqueçam das atrocidades do Holocausto. Uma visita imperdível e inesquecível!

 Dica: Chegue cedo! A visita leva 4 horas e o museu é cheio todos os dias.

Minas de Sal:

A 10km da cidade, está localizada a mina de sal de Wieliczka outro famoso ponto turístico da cidade. Uma dica? Fuja dessa roubada. Além do ingresso ser caro (15 euros), mais parece uma versão polaca das entradas temáticas dos brinquedos da Disney. O tour leva duas horas, onde basicamente você desce a uma profundidade de 140 metros por cerca de 800 degraus. O problema é que a partir da primeira meia hora, tudo parece igual! Programa pega trouxa! A única parte interessante é a igreja esculpida na própria rocha de sal, em uma galeria a 96 metros de profundidade. Mas caso você esteja na cidade num domingo, a igreja fica aberta ao público (e de graça) no horário da missa, com elevador funcionando nos dois sentidos.

 

 

 

Anúncios

6 Comentários

Arquivado em Cracóvia