Arquivo da categoria: Cinema

Em Cartaz: Love Is in The Air!

A temporada de comédias românticas ou romances está oficialmente aberta. Pra que gosta de uma boa história água com açúcar e de filmes a la sessão da tarde,  o cinema é o seu lugar.

O primeiro filme é a excelente comédia francesa Como Arrasar Um Coração (L’arnacoeur) com os ainda desconhecidos no Brasil Romain Duris e Vanessa Paradis, a.k.a. Mrs. Johnny Depp. O filme narra a história de Alex Lipp, um homem que tem uma profissão nada convencional: convencer mulheres apaixonadas a terminar os seus relacionamentos. Lipp é então, contratado por um milionário para terminar o casamento de sua filha, marcado para dali a 10 dias. Com a ajuda de sua irmã e de seu cunhado, utilizará todas as suas artimanhas para seduzir a filha de seu cliente. Um filme leve, com ótimas tiradas, que lembra um pouco o também ótimo Amar Não Tem Preço (Hors de Prix). Não perca!

Já pra quem gosta mais do gênero romance, a opção é o Agua Para Elefantes (Water for Elephants) estrelado pela vencedora do Oscar, Reese Witherspoon e pelo vampiro do momento, Robert Pattinson. O filme baseado na obra de Sara Gruen conta a história de Jacob (Pattinson), jovem veterinário que sem rumo após a morte dos pais, entra clandestinamente num trem de um circo. Lá ele conhece a encantadora Marlena (Witherspoon), a atração principal da trupe, mulher do dono. O filme é ok, com tudo nos conformes. Não encanta, tampouco desagrada! Tirando a atuação do sempre excelente Christoph Waltz (Bastardos Inglórios) que faz o papel de August, dono do circo, as demais performances não enchem os olhos. Provavelmente desta vez a crítica tem razão, o melhor ator do filme é o elefante!

Voltando ao gênero comédia romântica, mas agora tipicamente americana, O Noivo Da Minha Melhor Amiga (Something Borrowed) estrelado por Ginnifer Goodwine e Kate Hudson tenta, mas não consegue sair do cliché dos filmes do gênero!  A história gira em torno de Rachel (Ginnifer Goodwine), 30 anos, nerd, advogada, solteira e ainda apaixonada pelo seu antigo melhor amigo de faculdade Dex (Colin Egglesfield), que está de casamento marcado com a sua melhor amiga Darcy (Kate Hudson). Os conflitos começam após a festa de comemoração de seu aniversário, quando ela confessa a Dex que sempre teve sentimentos por ele e os dois acabam se beijando. Daí surge relacionamento paralelo entre a então madrinha e o noivo da amiga.  O filme diverte no começo, mas é muito longo para pouca história, e acaba caindo na mesmice!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Cinema

Em Cartaz: Eu Sou O Número 4

 

Me esqueci completamente de comentar sobre o filme Eu Sou O Numero Quatro que eu assisti fim de semana passado. O filme narra a história de John Smith (vivido por Alex Pettyfer do também fraco Alex Rider Contra O Tempo), um adolescente alienígena que com o auxílio de seu guardião e tutor Henri tem que escapar de seres malignos enviados com o propósito de exterminar todos os últimos seres da sua espécie. O filme pode ser comparado a algo como Jumper encontra X-man e Crepúsculo em versão teen!

 Além da estória já ser um pouco clichê, o roteiro é simplesmente tosco. Em momento algum o filme explica o motivo do personagem ter vindo parar na Terra, o motivo da extinção da sua raça ou o que poderia ter acontecido com o seu planeta de origem.  A única informação que o espectador tem é que apenas John e os 5 outros alienígenas super-poderosos podem deter  os “seres malignos” e evitar uma provável destruição da Terra.  Ao final, a única coisa certa é que provavelmente haverá uma continuação. Isso que eu chamo persistir no erro.

 

 

 

 

5 Comentários

Arquivado em Cinema

Em Cartaz: Sem Limites e Vip’s

Neste fim de semana, os filmes da vez foram o blockbuster Sem Limites e o nacional Vip’s.

O primeiro é estrelado pelos atores Bradley Cooper e Robert Deniro (de quem sou muito fã!). Sem Limites é um misto de aventura/suspense, onde um escritor decadente (Cooper) passa a utilizar uma nova droga sintética que lhe permite utilizar 100% do seu cérebro. Com isso ele abandona a sua antiga carreira e auxiliado por Deniro torna-se um prodígio no mundo financeiro. O filme pode não ser uma obra prima e por incrível que pareça (pelo menos para mim) a atuação de Deniro não faz muita diferença, mas sem dúvida deixa o espectador ligado durante toda a projeção (olha que eu estava com sono e fui assistir a sessão das 11:30pm).

O segundo é a adaptação para o cinema do livro VIPS – Histórias Reais de um Mentiroso. Vip’s narra à história verídica de Marcelo Rocha (Wagner Moura), que foi preso ao se passar pelo empresário Henrique Constantino, filho do dono da companhia aérea Gol, em uma grande festa no Recife. Somente a brilhante atuação de Wagner Moura já vale a ida ao cinema. O mais interessante é a trajetória de vida e a evolução psicológica do personagem até o momento que ele resolve se passar por Constantino. Todavia, como não conhecia a história a fundo, tinha uma expectativa de que a história se assemelhasse ao filme Prenda-me se For Capaz. Expectativa muita alta! Mas não deixem de assistir, e de comentar aqui o que vocês acharam.

Abs,

Tauan

2 Comentários

Arquivado em Cinema

Em Cartaz: Jogos de Poder e Sexo sem Compromisso

Como o meu programa preferido é comer e ir ao cinema, aproveitei essa semana para assistir às duas novas estréias de sexta passada.  O primeiro filme foi Jogos de Poder (Fair Game), com o vencedor do Oscar, Sean Penn e Naomi Watts. O filme narra a verídica historia da ex-agente da CIA, que teve a sua verdadeira identidade exposta pelo próprio governo americano. O filme mostra como a administração Bush, sustentou a invasão do Iraque, mesmo sabendo da não existência das supostas armas de destruição em massa. O filme não é lá essas coisas, mas vale uma ida ao cinema.

O segundo filme foi Sexo sem Compromisso (No strings attached), com o ator Ashton Kutcher e a vencedora do Oscar deste ano Natalie Portman. Esta comédia romântica mostra a inversão dos papéis no relacionamento homem/mulher , quando a médica (Natalie Portman) que não consegue se envolver emocionalmente em nenhum de seus relacionamentos, propõe a um conhecido (Ashton Kutcher) uma relação tão somente baseada em sexo. O filme não chega ser a melhor comédia de Kutcher, mas diverte. Aquele famoso filme “sessão da tarde”.

Deixe um comentário

Arquivado em Cinema

Em cartaz: A garata da capa vermelha

Como é de conhecimento de todos, sou cinéfilo confesso. Mesmo viajando, não resisto uma ida ao cinema.Resolvi assistir a estréia de “A Garota Da Capa Vermelha” (Red Riding Hood), a nova versão para adultos do clássico infantil da Chapeuzinho Vermelho.

Com estréia prevista no Brasil para o dia 21 de Abril, o filme prometia ser uma versão mais assustadora e sexy da fábula. O filme é protagonizado pela atriz Amanda Seyfried (dos igualmente péssimos “Garota Infernal”, “Cartas para Julieta” e “O preço da traição”) e pelo pseudo novo queridinho de Hollywood Shiloh Fernandez.O roteiro é tosco, not in a good way, o cenário idem, digno do especial da Xuxa de final de ano, e as atuações fazem Malhação parecer 7ª arte.

O saldo da noite? Negativo. 14 dólares mais pobre e intelectualmente nada mais rico. Um daqueles filmes que deveriam devolver o dinheiro no final da exibição. 

2 Comentários

Arquivado em Cinema

Oscar – Parte II

O Discurso do Rei

Fui assistir neste domingo ao filme mais indicado ao Oscar deste ano. Com 12 indicações, O Discurso do Rei conta a história do rei gago da Inglaterra George VI e de como ele conseguiu superar a sua deficiência, através do auxilio dos métodos nada ortodoxos do médico Lionel Lougue. Colin Firth, que interpreta o rei,  já levou o Globo de Ouro e o Bafta (o oscar da Inglaterra) deste ano, e deve levar provavelmente o Oscar também. Mas a grande estrela do filme é sem dúvida Geoffrey Rush, que rouba a cena, como o sarcástico e engraçado Lionel Lougue. Ele somente não irá levar a estatueta este ano, por conta da brilhante atuação de Cristian Bale em O Vencedor. Um filme imperdível.

Para você que não sabe o que se passa na hora do Brasil, aí vai uma lista com os principais  indicados ao Oscar deste ano:

Melhor filme

  • Cisne Negro
  • O Vencedor
  • A Origem
  • O Discurso do Rei
  • A Rede Social
  • Minhas Mães e meu Pai
  • Toy Story 3
  • 127 Horas
  • Bravura Indômita
  • Inverno da Alma

Melhor ator

Da esquerda pra direita: Javier Bardem, Jeff Bridges, Jesse Eisenberg, Colin Firth e James Franco

 

  • Jesse Eisenberg –  A Rede Social
  • Colin Firth – O Discurso do Rei (provavelmente deve levar este ano)
  • James Franco –  127 Horas
  • Jeff Bridges – Bravura Indômita
  • Javier Bardem – Biutiful

Melhor atriz

Da esquerda pra direita: Annette Bening, Nicole Kidman, Jennifer Lawrence, Natalie Portman e Michelle Williams

  • Nicole Kidman – Reencontrando a Felicidade
  • Jennifer Lawrence – Inverno da Alma
  • Natalie Portman -Cisne Negro (deve levar este ano. Trata-se da sua melhor atuação e acabou vencer o Bafta)
  • Michelle Williams – Blue Valentine
  • Annette Bening – Minhas Mães e meu Pai

Melhor ator coadjuvante

  • Christian Bale – O Vencedor( o melhor na sua categoria, somente poderia concorrer com Geoffrey Rush)
  • Jeremy Renner – Atração Perigosa
  • Geoffrey Rush – O Discurso do Rei
  • John Hawkes – Inverno da Alma
  • Mark Ruffalo -Minha Mães e meu Pai

Melhor atriz coadjuvante

(Única categoria que não existe ainda uma definição)

  • Amy Adams -O Vencedor
  • Helena Bonham Carter -O Discurso do Rei
  • Jacki Weaver – Animal Kingdam
  • Melissa Leo – O Vencedor
  • Hailee Steinfeld – Bravura Inômita

 Abs, Tauan

2 Comentários

Arquivado em Cinema

E o Oscar vai para…

Como a cerimônia do Oscar já é no próximo dia 27 de fevereiro, fui neste fim de semana ver dois dos principais filmes cotados a estatueta. O primeiro foi O Vencedor, filme que concorre em 6 categorias, incluindo o prêmio de melhor filme e de melhor ator coadjuvante (Cristian Bale, que fez o ultimo Batman). O filme é mais um clichê americano de como um lutador de boxe, de origem humilde e com uma família desestruturada alcança o sucesso. O filme em si não é lá grandes coisas, mas só a atuação de Cristian Bale vale a ida ao cinema. Ele já venceu o Globo de Ouro e deve levar o Oscar deste ano.

Outro filme, este realmente imperdível, é o Cisne Negro que concorre  em 5 categorias.  Sem dúvida alguma, a melhor atuação de Nathalie Portman (V de Vingança, Closer) até hoje. O filme narra as transformações psicológicas vividas pela sua personagem no momento em que ela é selecionada para o papel principal do espetáculo O Lago dos Cisnes. O filme contém cenas bastante fortes, tendo ela levado por este papel, tanto o premio do Globo de Ouro, como o da Associação dos Críticos Internacionais de Cinema. Este ano o Oscar promete!

Espero que gostem das sugestões.

Abs, Tauan.

2 Comentários

Arquivado em Cinema