Arquivo do mês: março 2011

Tá na mesa: Buenos Aires’ favorite

Conforme prometido, depois de um fim de semana gastronômico digno de Bacco, seguem umas dicas pra quem for visitar a terra dos nossos hermanos. Vale lembrar que atualmente Real vale um pouco mais do dobro do Peso Argentino. Então bom apetite!!!

Chez Nous – A melhor surpresa da viagem foi sem dúvida nosso brunch. Um dos melhores que já comi. Fica dentro do exclusivo hotel Algodon Mansion onde por 180 pesos (cerca de 75 reais) você come qualquer coisa do cardápio! Não tome café e prepare o estômago, pois as opções são muitas, como cereais com iogurte, croissant , todos tipos de ovos e omeletes, sanduíches, ostras, além de uma massa e um peixe do dia. Sem falar do imperdível waffle com doce de leite. Tudo isso com direito aos vinhos da bodega da casa! (Bodega Algodon)

Ovos Beneditinos.

As empanadas são servidas em 3 sabores - cordeiro, milho e chozico. Não deixe de pedir!

Existe até a opção do clássico hamburger.

La Cabrera  – Umas das melhores casas de carne da cidade (se não a melhor).  A fila da porta já dá indícios de que a espera vai valer a pena (restaurante cheio, normalmente, é restaurante bom!).  Todas as carnes são servidas com diversos acompanhamentos como cebolinha caramelizada, purê de ervilha e de maçã. Não deixe de pedir o Ojo de Bife ou o Bife de Chorizo acompanhado de batatas rústicas. Tudo isso por 50 reais por pessoa, com vinho.

Casa Cruz – Restaurante de comida contemporânea, com um clima mais animado.  Pode pedir sem medo o excelente ceviche de lagostin com salada de milho e o  ótimo ravióli de lagostin (pode parecer redundante mas vale a pena). De sobremesa figos grelhados com creme de baunilha, parmesão Grana Padano e mel trufado (bem diferente!)  

Ceviche de lagostin

Ravioli de lagostin

Figo com parmesão – diferente mas deu certo!

Oviedo – Restaurante basicamente frequentado por portenhos que apreciam um bom garfo. É uma excelente pedida para o almoço. Por sugestão de um amigo meu, comecei pela entrada de Chipirones à la Plancha (lulas grelhadas com cebola e pimentão). Uma das melhores que eu já comi! De principal pedimos o Cordeiro Patagônico, quem vem derretendo, acompanhado de terrine de batatas (muito bom mesmo!) e o Bife de Chorizo com molho de semente de mostarda. Ambos de comer rezando! De sobremesa, nem pense duas vezes e peça o crepe de doce de leite!

Cordeiro Patagônico

Bife de chorizo com molho de mostarda.

Terrine de batata

El Bistro – Localizado dentro do hotel Faena, este restaurante vale mais pela experiência visual do que propriamente pela comida. Não que ela não estivesse boa, mas sempre fico com um pé atrás com estas comidas ultramodernas ou moleculares.  Tanto o restaurante quanto o hotel, foram desenhados pelo designer francês Phillipe Stark. O projeto do restaurante lembra algo inspirado no palácio da rainha de copas do desenho Alice no País das Maravilhas. De entrada eu pedi um creme frio de beterraba que vinha servida com um sorbet doce da própria raiz e outro de queijo de cabra. De prato principal, leitão (que estava no ponto certo), acompanhado de melado de marmelo. Não é a melhor refeição da sua vida, mas vale uma visita.

Vista do restaurante

Creme de beterraba com sorbet

Leitão com marmelo

Fuja da roubada. Apesar de famoso e turístico (até de mais!), não gaste o seu dinheiro comendo no restaurante mais conhecido de Porto Madeiro – La cabaña de Las Lilas (dos mesmos donos dos restaurantes Rubayat de São Paulo). Além da carne não ser nada de mais, você irá gastar praticamente três vezes o que você gastaria em outra casa de carne como a La Cabrera. Quem avisa amigo é!!!.

Chez Nous – Montevideo 1647 – tel: 3530-7777 ‎

La CabreraCabrera, 5099 tel: 4831-7002

Casa CruzUriarte 1658 tel: 4833-1112

Oviedo  – Beruti 2602 tel: 4821-3741

El Bistro – Martha Salotti 445 tel: 4010-9000 ‎

Cabaña Las LilasAv. Alicia Moreau de Justo 516 tel: 4313-1336

Anúncios

13 Comentários

Arquivado em Buenos Aires, Buenos Aires

Let’s drink! – NY

Todo bom bar em NY que se preze, tem que ficar em um buraco ou atrás de uma porta velha, no lugar mais inesperado possível. Desta vez fui visitar dois novos que não fogem à regra.

 O primeiro é o The Mulberry Project, no coração de Little Italy. Sua entrada fica logo abaixo de uma loja de bolsas, no subsolo do pequeno prédio. O bar é super pequeno, mas mega descolado. Todos os drinks são feitos pelo barman que lhe pergunta somente o tipo de bebida que você gosta, como vodka ou saque e se você deseja algo mais azedo ou amargo. Depois disso, é só aguardar algo como vodka com  uvas brancas, pepino e limoncello ou morango com gengibre e água de rosas.

A foto está meio tosca, mas da pra ver o clima do lugar. É pequeno mesmo!

O segundo bar é o Apotheke, no meio de Chinatown. Ele fica atrás da porta de um prédio praticamente abandonado, cercado de diversos restaurantes chineses. Provalvelmente você irá se perguntar mais de uma vez se você está no lugar certo. Dentro, o bar é a reprodução de uma antiga farmácia austríaca do século 19. Todos os barmans usam jalecos e os drinks são separados por Healthy & Beauty, Stress Relievers, Pain Killer, Stimulants, Aphrodisiacs entre outros.   Vale a pena uma visita! Mas beba com moderação.

Abs,

Tauan

The Mulberry Project  – 149 Mulberry Street tel: (646) 448-4536

Apotheke  – 9 Doyers St tel: (212) 406-0400

4 Comentários

Arquivado em New York, New York, Restaurante

Tá na mesa: Picchi

São Paulo sem tour gastronômico de final de semana não é São Paulo. Então lá fui eu e alguns amigos bons de garfo jantar, ou pelo menos tentar, no Le Marais, francês dos mesmos donos do italiano Due Cuochi. Assim como o primogênito, a casa estava abarrotada com espera de mais de 1 hora, tempo inconcebível para a turma faminta. O que fazer? Bater na porta do vizinho, o italiano Picchi.

Logo de cara foi oferecido um ousado (not in a good way) couvert que incluía patê de atum. Sim. Patê de atum. Mas vamos prosseguir. Os pratos principais foram: espaguete a Carbonara (descrito como “borrachudo”) e Ragu de Rabada e Escarola, quase insípido. Mas somos brasileiros e não desistimos nunca! “Sim, por favor o cardápio de sobremesas!”. Canolli, provavelmente o melhor prato da noite e um semifredo de Café com chocolate e castanha do Pará, onde se sentia o gosto da castanha, mas nem vestígio do café.

Sem teor etílico no sangue e 93 reais mais pobre, me peguei pensando: será que todo restaurante merece mesmo uma segunda chance?

Abs,

Tauan

Rua Jerônimo Veiga, 36 – tel: 11 3078-9119

Deixe um comentário

Arquivado em Restaurante, São Paulo

Destino: Buenos Aires

O FarraFina está de malas prontas para Buenos Aires. Segunda-feira eu trago as últimas dicas da terra dos nossos hermanos. Bom fim de semana para todos e hasta luego!

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Em Cartaz: Jogos de Poder e Sexo sem Compromisso

Como o meu programa preferido é comer e ir ao cinema, aproveitei essa semana para assistir às duas novas estréias de sexta passada.  O primeiro filme foi Jogos de Poder (Fair Game), com o vencedor do Oscar, Sean Penn e Naomi Watts. O filme narra a verídica historia da ex-agente da CIA, que teve a sua verdadeira identidade exposta pelo próprio governo americano. O filme mostra como a administração Bush, sustentou a invasão do Iraque, mesmo sabendo da não existência das supostas armas de destruição em massa. O filme não é lá essas coisas, mas vale uma ida ao cinema.

O segundo filme foi Sexo sem Compromisso (No strings attached), com o ator Ashton Kutcher e a vencedora do Oscar deste ano Natalie Portman. Esta comédia romântica mostra a inversão dos papéis no relacionamento homem/mulher , quando a médica (Natalie Portman) que não consegue se envolver emocionalmente em nenhum de seus relacionamentos, propõe a um conhecido (Ashton Kutcher) uma relação tão somente baseada em sexo. O filme não chega ser a melhor comédia de Kutcher, mas diverte. Aquele famoso filme “sessão da tarde”.

Deixe um comentário

Arquivado em Cinema

Tá na mesa: The Fat Radish – NY

A minha última descoberta gastronômica na terra do tio Sam foi o The Fat Radish. Localizado entre Chinatown e o Lower East Side, o restaurante tem como proposta apresentar a antiga culinária Americana, com pratos saudáveis e orgânicos. A comida é simplesmente deliciosa e o ambiente lembra um antigo mercado londrino de Covent Garden. O cardápio muda constantemente de acordo com a disponibilidade dos mercados locais e todos os pratos são extremamente bem servidos. Vale a pena dividir!

Os críticos da noite: Marina Magalhães, eu e Renata Franceschi.

Como éramos três, fomos informados que duas entradas e dois pratos seriam mais do que suficientes (e foram!). Começamos com o Scoth Egg, um ovo pochê envolto em carne de porco e posteriormente frito. Ele vem servido com mostarda em grãos e pickles. Simplesmente delicioso (isso foi apenas um aperitivo, só para abrir o apetite!).

Scoth Egg – só pra começar!

Em seguida pedimos o excelente Beet Crumble, uma espécie de terrine de raízes (beterrada, cenoura e batata) com queijo de cabra, cheddar envelhecido (não esse processado tipo polenguinho que a gente come no Brasil) com uma farofa de macadamia e uma Pot Pie  de aipo (olha que eu nem sou muito fã de aipo), o melhor prato da noite.

Beet Crumble

Pot Pie

De prato principal, fomos de MonkFish (tamboril), que vinha acompanhado de arroz selvagem e chutney de feijão e o pato glaceado no mel com abóbora. Para finalizar essa orgia gastronômica, pedimos o Chocolate Bread Pudding. Se você estiver indo para lá, não deixe de visitar. Mas reserve antes.

Monkfish

 

Lá, até o refrigerante é orgânico. E é bom!

Abs,

Tauan

The Fat Radish  – 17 Orchard Street – (212) 300-4053 http://thefatradishnyc.com

Deixe um comentário

Arquivado em New York, New York, Restaurante

Tá na mesa: Locanda Verde – NY

Já tinha ouvido diversos elogios desta tratoria italiana no TriBeCa, comandada pelo chefe Andrew Carmeline (ex – Gramercy Tavern e Café Boulud). O Locanda Verde fica dentro do excelente The Greenwich Hotel (esqueci de colocá-lo na lista de hotéis) de propriedade do ator Robert De Niro. A comida é realmente boa, e o ambiente super agradável. Uma ótima opção para o almoço.  Onde, dependendo da hora, não precisa nem de reserva, algo raro na cidade. De entrada, eu pedi o Steak Tartar trufado (muito bom!). De prato principal comi Oricchette com liguiça caseira de pato e brócolis, uma delícia. Para finalizar, torta de chocolate com pistache (e não me venha com fruta, porque fruta não é sobremesa!). Vale a pena uma visita!

Steak Tartar trufado.

Oricchette com liguiça de pato e brócolis.

Torta de chocolate e pistache.

The Greenwich Hotel:

Abs,

Tauan

Locanda Verde – 377 Greenwich Street – (212) 925-3797 – www.locandaverdenyc.com  

The Greenwich Hotel – 377 Greenwich Street – (212) 941-8900 – www.thegreenwichhotel.com

2 Comentários

Arquivado em Hotel, New York, New York, Restaurante

Tá na mesa: Restaurant Week SP

Começa hoje a 8ª e maior edição do Restaurant Week São Paulo com mais de 200 restaurantes participantes. Cada um oferece cardápio especial que inclui entrada, prato e sobremesa, pelo valor de R$ 29,90 no almoço e a R$ 39,90, no jantar (bebidas, serviço e couvert não inclusos).  Como muitos restaurantes ficam lotados neste período, vale a pena reservar. E lembre-se(!) cheque antes se o cardápio especial é válido somente no almoço ou no jantar. O Restaurant Week vai até dia 3 de abril, então corra e faça a sua lista! Eu já estou com a minha pronta.

www.restaurantweek.com.br

2 Comentários

Arquivado em Restaurante, São Paulo

Em cartaz: A garata da capa vermelha

Como é de conhecimento de todos, sou cinéfilo confesso. Mesmo viajando, não resisto uma ida ao cinema.Resolvi assistir a estréia de “A Garota Da Capa Vermelha” (Red Riding Hood), a nova versão para adultos do clássico infantil da Chapeuzinho Vermelho.

Com estréia prevista no Brasil para o dia 21 de Abril, o filme prometia ser uma versão mais assustadora e sexy da fábula. O filme é protagonizado pela atriz Amanda Seyfried (dos igualmente péssimos “Garota Infernal”, “Cartas para Julieta” e “O preço da traição”) e pelo pseudo novo queridinho de Hollywood Shiloh Fernandez.O roteiro é tosco, not in a good way, o cenário idem, digno do especial da Xuxa de final de ano, e as atuações fazem Malhação parecer 7ª arte.

O saldo da noite? Negativo. 14 dólares mais pobre e intelectualmente nada mais rico. Um daqueles filmes que deveriam devolver o dinheiro no final da exibição. 

2 Comentários

Arquivado em Cinema

Tá na mesa: Aspen’s favorites

Galera, depois de 10 dias de pausa, de muita comilança e bebedeira, o FarraFina está de volta! Conforme prometido, trago as últimas novidades de Aspen e NY. Como a temporada de inverno somente acaba em Abril, ainda dá tempo de preparar a mala!

Existem diversas opções de restaurantes na cidade, mas sem dúvida o melhor fica no topo da montanha de Highlands, o Cloud 9. Tanto pela comida, como pelo ambiente. Mas lembre-se, como qualquer bom restaurante nos EUA, tem que fazer reserva!. A melhor pedida, sem dúvida, é a Raclete (tem que ser solicitada um dia antes, no momento da reserva). Se você quiser animação, não deixe de pedir uma mesa na parte da frente do restaurante, onde a partir das 3pm, a música sobe e as pessoas literalmente dançam em cima das cadeiras ao som de Cee Lo Grenn ou Florence + The Machine (veja o que o álcool não faz a 3500m de altitude!).

A famosa Raclete do Cloud 9!

bebida + altitude = farrafina no Cloud9!

Já na cidade, não deixe de ir ao excelente Kenichi, melhor japonês de Aspen (sim, melhor que o famoso Nobu, tanto no ambiente, quanto no cardápio. E o mais importante, no preço $$$!). Outra excelente opção é o Campo de Fiori, um italiano bem animado, ou o Jimmy’s, com pratos tipicamente americanos, com os imperdíveis Crab Cake ou o Artic Crab.

O melhor japa da cidade.

Artic Crab do Jimmy’s.

Sem dúvida o melhor almoço na cidade é no Ajax Tavern, logo na entrada da gôndola. Não deixe de provar as famosas batatas fritas trufadas, a sopa de tomate que vem acompanhada de pão recheado com brie, e pra quem gosta, os mexilhões ao curry.

Batata trufada do Ajax Tavern.

Sopa de tomate com pão de brie.

Neste ano abriu na cidade a filial do restaurante de Miami, Casa Tua. Vale mais pelo ambiente, do que pela comida em si. As duas entradas que pedimos estavam boas, tanto a Burrata com manjericão (muzzalera de búfala bem cremosa), como o steak tartar trufado. Já os pratos deixaram a desejar. A minha Tagliata estava grossa demais e o Artic Char (primo do salmão), bem ok. A melhor pedida da mesa foi a massa Orichete com camarão e brócolis.

Casa Tua

Se você estiver à procura de um lugar mais calmo, vá ao Lulu Wilson, e não deixe de pedir a salada de couve, pinole e limão siciliano e as vieiras com purê de chirívia.

LuLu Wilson

Abs,

Tauan

Cloud 9 – 970-923-8715

Kenichi – http://www.kenichiaspen.com970-920-2212

Campo de Fiori – http://www.campodefiori.net970-920-7717

Jimmy’s – http://www.jimmysaspen.com – 970-925-6020

Ajax Tavern – http://www.thelittlenell.com/restaurants/ajax_tavern.aspx – 970-920-6334

Casa Tua – 970 -920-7277

Deixe um comentário

Arquivado em Aspen, Aspen